• Home
  • |
  • Sobre a Autora
  • |
  • Livros
  • |
  • Vídeos
  • |
  • Agenda
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Louco por você - Capitulo 45



    Passei o caminho todo do hospital até em casa tentando entender o que tinha acontecido. Liam não apenas tinha me perdoado, como me fez continuar mantendo segredo. Por um lado, acho que ele tem razão; Penelope e Adam devem resolver seus problemas sozinhos. Por outro lado, me dá tristeza ver que eles continuam nessa confusão, sabendo que se amam.
    Mal atravessei metade do corredor quando o telefone tocou.
    — É o pardal na linha?
    — Liam?
    — Não posso falar muito tempo, pardal — ele tinha a voz meio lenta e parecia confuso — Tem caçador na linha.
    — Liam, você está bem?
    Se ele não estivesse no hospital, eu poderia jurar que ele tinha bebido e, mesmo assim, Liam não era de beber.
    — Lembra da nossa missão? — disse ele e afastou o telefone para falar com alguém — Bico calado, pardalzinho.
    Ouvi novos protestos e a voz de Katty surgiu.
    — Julienne? — a voz dela parecia esbaforida — Pare, Liam! Julienne, não sei onde ele conseguiu esse telefone, mas não ligue para as palhaçadas dele. Não fique preocupada com ele, é efeito da medicação. Ou apenas Liam usando isso para suas idiotices. Ele está bem, deve dormir em alguns minutos.
    Eu me escorei contra a parede, porque achei que molharia minhas calças de tanto rir. Liam sendo idiota, era Liam sendo perfeito.
    — Tudo bem, Katty, posso falar com ele?
    — Seja rápida — ela tinha a voz um pouco mais calma agora — Ele não vai aguentar muito tempo.
    — Olá, pequeno Pardal.
    — Como conseguiu esse telefone?
    — Eu tenho meus contatos — disse, em meio a um bocejo.
    Contato chamado Peter ou alguma enfermeira que ele subornou.
    — Mantenha a boca fechada, Pardal. Não posso falar mais, o inimigo está do meu lado.
    Ouvi Katty bufar e concluí que o inimigo seria ela.
    — Se eu sou o Pardal, você é o quê?
    — O gatinho que abocanha o Pardal — ele riu.
    Apesar do “gatinho”, as palavras não tinham nada de inocente.
    — Amo você... — disse, meu coração transbordando esse sentimento — Gatinho.
    Katty tomou o telefone dele e se despediu de mim.
    Eu tinha um sorriso enorme e bobo em meu rosto.

    ***
     Ficar de bico calado, como disse o Liam, não foi tão difícil, principalmente quando passava a maior parte do tempo fora de casa. Primeiro no hospital e hoje, quando teve alta, permissão que só foi dada porque ficaria na casa de seus pais, que eram médicos, e porque ele tinha jurado ao Dr. Forman que iria fugir se ficasse mais um dia naquele quarto. E não tinha duas horas que tinha chegado e já deixava metade das pessoas da casa malucas.
    Eu estava sentada ao lado dele na cama, com um travesseiro sobre minha perna, não para acomodar minhas mãos, mas sim porque, vez ou outra, Liam aproveitava para alisar minhas coxas. O que ele esperava, com toda essa ousadia, eu não sei, afinal, o homem estava ferido. Mesmo que todos saíssem do quarto, nos deixando sozinhos, como era o desejo dele, eu não permitiria passarmos de alguns beijos.
    — Katty, por que não vai para sua casa, trocar as fraldas das suas filhas? — era a terceira tentativa dele para que ela fosse embora.
    — Muito engraçado — Katty o encarou com olhar endiabrado —  E perder a oportunidade de torturar meu irmão mais querido? Acho que até consigo férias no trabalho.
    Ignorando-a, ele encarou Lindsay.
    — E você, mamãe? Não tem uma obra de caridade para cuidar?
    — Minha maior obra na vida — ela disse, em um tom excessivamente meloso — É você, meu filhinho.
    Boa, senhora Crighton. Já deu para perceber de quem Liam herdou o bom humor.
    Senhor! O homem tinha acabado de sair de um hospital.
    — E você, papai...
    — Não — O Sr. Crighton disse apenas essa palavra para fazê-lo se calar — Lindsay, vamos aguentar isso por quanto tempo?
    Apesar de parecer sério, tinha uma nota de humor na sua voz. O murmurinho recomeçou, e eu não conseguia olhar para cada um sem me divertir.
    Foi quando olhei para a porta e vi Penelope chegar. Adam estava ao seu lado, com Benjamin em seu colo.
    — Boa tarde — disse Adam, despertando a atenção de todos.
    O quarto ficou surpreendentemente silencioso, até Katty gritar e correr até ele.
    — Oh, meu Deus! Oh, meu Deus, Adam!
    Adam recua alguns passos para trás, enlaçando a cintura de Penelope, puxando-a para o seu lado.
    — Mamãe? Pai? — Ele tinha um sorriso nada menos que orgulhoso — Esse é o Benjamin, meu filho.
    Lindsay o olhou emocionada, até começar a chorar. Katty abraçou Penelope e as gêmeas correram para ver o primo mais de perto.
    — Puta que pariu! — soltou Liam, piscando antes para mim — Você foi rápido, cara. Deixa eu ver esse garoto de perto.
    Ele sussurra que conversaremos depois. Eu sabia que, quando colocasse os olhos no bebê, dezenas de perguntas iriam surgir. As fotos não faziam jus à criança encantadora que Ben era.
    Adam e o pai saíram, para o que acredito ser uma comemoração pai e filho. Penelope permaneceu no quarto, com Ben sendo paparicado por todos.
    — Ele é lindo, Penelope — Liam passou as pontas dos dedos nos cabelos negros e macios do menino, seu sorriso era terno e encantado — É bom ter vocês de volta.
    — Eu sinto muito... — ela começou a dizer, mas ele a impediu, levando a mão aos lábios dela.
    — Não importa mais — murmurou, emocionado — Só faça aquele idiota feliz. Isso significa nunca mais sair de perto dele.
    — Eu prometo — disse ela, emocionada.
    Liam me puxou mais para perto dele e beijou meus lábios algumas vezes. Eu o amava por infinitos motivos, mas a sua capacidade de amar, cuidar e perdoar as pessoas, estava no topo delas.



    8 comentários :

    1. Amei cada palavra e também dei boas risadas não tem como não rir.fiquei super emocionada,amo tudo isso😅😅😘😘😻

      ResponderExcluir
    2. 😍😍😍😍 amei, mas to ficando triste pq sei que tá chegando ao fim 😢

      ResponderExcluir
    3. Me acabei de tanto rir. Esse Liam eh o máximo

      ResponderExcluir
    4. 😍😍😍😍👏👏👏👏👏

      ResponderExcluir
    5. esse LIAM!!!!!! é um Lord brincalhão !!!!!!!!

      ResponderExcluir

    Obrigada por seu comentário. Volte sempre!

    O Preço de um amor

    Book trailer - Seduzida

    BookTrailer