• Home
  • |
  • Sobre a Autora
  • |
  • Livros
  • |
  • Vídeos
  • |
  • Agenda
  • |
  • Parceiros
  • |
  • Contato
  • Seduzida por ele - Prólogo

    Prólogo

    Sinto que estou presa em um daqueles pesadelos terríveis que me assolaram por toda a vida. Sabe aquele tipo de pesadelo que você grita, chora e corre sem direção? Onde ninguém é capaz de lhe ouvir ou ajudar? Um sonho terrível que faz todos os meus ossos gelarem e quando você acorda está soando frio. Só que eu não estou dormindo, para meu desespero eu estou acordada.
    As pessoas falam em minha volta, mas não ouço nada. Quero que todos desapareçam. Assim como a dor. Ela se instala em meio peito como se estivesse enraizando, dando voltas e voltas como linhas emaranhadas.
    Eu já conheci a dor antes, já tive perdas, todos nós temos, mas nada se compara com esse buraco vazio em meu peito. 
    Vi o homem que amo sair a alguns minutos por aquela porta. Tive desejo de gritar e implorar que para que voltasse. Eu vi a dor e o desespero em seu olhar e o pior foi por minha causa. Por não conseguir lidar com a verdade ou ter coragem suficiente.  
    – Saiam daqui, por favor! – grito alto. o barulho e as conversas paralelas me incomodam. – Saiam todos!
    Desejo ficar sozinha, desejo voltar a ser cega e desejo que ele volte. Disseram-me que voltar a enxergar seria bom. Não é! Voltaria mil vezes à escuridão para que meu mundo voltasse ao que era. Perfeito.

    – Jenny! – Paige toca meu braço.
    – Vão embora. – sussurro. – Apenas vão.
    – Jenny você está bem? – A voz de liam soa próxima a mim. – Há algum desconforto?
    – Fisicamente acho que sim. – sussurro.

    – Vamos pessoal, deixem que ela descanse. – Liam ordena apesar dos protestos.  – Eu volto depois. 

    Fecho meus olhos e parece que as lágrimas são intermináveis e abundantes. Não importa o quanto você pense que sofreu na vida, sempre há espaço para mais dor.
    O quarto fica em silêncio de repente, não os vejo sair, mas meus instintos me alertam que já não estão aqui.
    Luz e treva duelam dentro de mim. E não sei qual delas será vencedora. Como posso olhar para seus olhos sem me deparar com passado, sem que toda a raiva que existe em mim seja direcionada a ele?
    Os segundos se transformar em minutos que se transformam em horas, intermináveis. Enfermeiras entram e saem, me tocam, trazem comida, levam-na intocada, protestam e reclamam, mas não me importo.
    A única coisa que consigo fazer é pensar em como minha vida está destruída. Um sentimento frio passa por todo meu corpo enquanto imagino minha vida sem ele e um grande vazio toma conta de mim. 
    Olho para janela e vejo o dia nublado lá fora. Um pequeno céu azul surge apesar das nuvens escuras tentando encobri-lo. Talvez eu fosse como esse céu e precise apenas encontrar um caminho entre as nuvens.
    – Jenny!
    Viro-me para olhar para porta, Paige está parada entre o vão e a entrada. Sua mão apoiada no peito enquanto em seu rosto há uma expressão angustiada.
    – Neil sofreu um acidente.
    Quatro palavras e uma frase. O suficiente para mudar minha vida completamente. O mundo parou de existir e nada mais importa.

    – Acho que ele morreu! 

    0 comentários :

    Postar um comentário

    Obrigada por seu comentário. Volte sempre!

    O Preço de um amor

    Book trailer - Seduzida

    BookTrailer